quinta-feira, 26 de julho de 2012

Um vício do bem


Oi pessoal.
O blog não está abandonado. É que com tantos projetos, nós nem sabemos ainda por onde começar. Por conta disso, não tem nada de interessante para mostrar da casa por agora. Mas, hoje eu vim contar para vocês sobre esse vício que o marido tem: pedalar. 
Ele sempre adorou isso, muito antes de a gente se conhecer. Sempre faz rotas muito longas, as vezes sozinho, as vezes com amigos. 
Através do facebook ele conheceu o pessoal do Pedal Noturno DF

O PNDF foi criado em 9 de fevereiro de 2005 por Walter Graneiro, que faleceu em 2007. O objetivo do grupo é motivar, incentivar a prática de pedalar com o máximo de segurança, promovendo passeios noturnos por Brasília. A única exigência para participar é ter uma bicicleta e usar os equipamentos de segurança (capacete, luvas, luzes dianteira e traseira). Os pedais ocorrem de segunda a sexta, com vários níveis de dificuldade, inclusive para iniciantes, e o ponto de partida é o Gibão Carne de Sol, no Parque da Cidade, quase sempre as 20:30hrs.

Na sexta, dia 20, eu resolvi acompanhar o marido de carro, com o pisca-alerta ligado, ajudando na segurança do grupo.

 O percurso foi de 70km, ou seja, sem hora para acabar.


O percurso é feito com calma, parando de vez em quando para juntar a galera novamente. As regras de trânsito são respeitadas e ninguém fica para trás (pneu furou, bicicleta quebrou, todo mundo para e espera o conserto). Algumas paradas são feitas para descanso também.


A paisagem durante o percurso é simplesmente maravilhosa. Contornamos todo o lago Paranoá, e tivemos a oportunidade de vistas maravilhosas, como a da Terceira Ponte, linda... A foto não ficou das melhores, mas garanto que a vista era.


Adorei essa bike...

Enfim, um esporte que marido adora (e que eu estou tentando aderir), super saudável e gostoso de praticar.
Felizmente, vi motoristas que saudavam o grupo e até mesmo seguiam o grupo com o pisca-alerta do carro ligado por determinados trechos.
Mas infelizmente, também existem pessoas sem um pingo de humanitarismo, que simplesmente não nasceram para conviver com outras pessoas. Várias foram as vezes que eu vi motoristas apressadinhos, irritados, e até bêbados jogarem seus carros para cima do grupo. 



Apesar de não ter participado do pedal em si, eu adorei o passeio e pude entender o motivo de o marido adorar pedalar. Após o pedal há um social em lugares a decidir na hora. Mas como já eram 3:30hrs da manhã, e marido tinha que estar as 7hrs no trabalho, resolvemos correr para casa para ele dormir o máximo possível.
Passeio diferente e bem divertido. Ainda estou longe de alcançar condições físicas para enfrentar 6hrs de pedalada, mas eu chego lá. Praticar esportes é um hábito que deveria ser seguido por todos.
Até logo...



Blog Widget by LinkWithin

2 comentários :

  1. Oi,

    Nossa, achei super bacana terem isso em sua cidade! Ando com uma vontade enorme de andar de bicicleta, mas precisava me juntar a um grupo assim. Até onde sei, não temos isso em nossa cidade...snif, snif...
    Adorei! Imagino como se divertiram!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Menina, sabe onde vocês podem encontrar? No facebook. Marido achou um monte lá... Eu quero muito entrar nessa, mas tá difícil, falta marido arrumar minha bicicleta.
    Beijos

    ResponderExcluir

Oi gente! Só lembrando que todos os comentários são moderados e que comentários com propaganda de lojas serão banidos. Obrigado por comentar!